domingo, 9 de agosto de 2009

O que não mata ...fortaleçe...


Peço-te perdão se magoei-te ao dizer que amo-te;
Peço-te perdão se na minha inocência fiz-te sorrir;
Peço-te perdão por nunca ter-te desejado mal;
Peço-te perdão porque durante todo o tempo que amei-te,
pediste para eu te esquecer e eu continuo a amar-te;
Por favor perdoa-me, mais ainda não consegui esquecer-te;
Desculpa… desculpa…eu sei que muitas vezes me achas uma desequilibrada,
peço perdão, mas a culpa é tua…
Eu amo-te e não consigo liberta-me desta prisão de paixões,sentimentos cruéis;
Não te ter, não te ouvir, deixa-me confusa e revoltada!
Peço perdão pelas vezes que insinuei amares-me…
Peço perdão por achar que me desejavas como eu desejo-te…
Perdoa-me!!!Perdão, mas eu culpo-te pela minha infelicidade;
Culpo-te porque conheci o amor da pior maneira ao amar-te;
Culpo-te porque agora mais que tudo quero que sintas de
alguma forma tudo o que senti, quero que sofras como eu sofri…
quero que aprendas a dar valor e a respeitar os sentimentos dos outros!!!!!
Quero que me desejes, quero que me ames, que me olhes, que te sintas culpado,
que te odeies por me teres humilhado, por seres causador do teu próprio sofrimento!!!!!
Agora peço-te perdão, estou noutra… há quem me deseja todas as noites na sua cama,
há quem ama cada pedacinho do meu corpo,
há quem admira, conhece e percorre cada traço,
cada marca, cada intimidade do meu humilde ser!
Agora perguntas se quero ser amada por ti???Jamais!!!!
Desejada por ti???Nunca!!!!Agora sou feliz… peço-te perdão
(anonimo)

Um comentário:

*Caca* disse...

Pode até não matar mas doi tanto...